Acusado de linchamento de dona de casa é condenado a 30 anos de prisão

Elaine Patricia Cruz - Repórter da Agência Brasil

A Justiça condenou hoje (5) um dos acusados de participar do linchamento da dona de casa Fabiane Maria de Jesus, morta em 2014, em Guarujá, litoral paulista. Lucas Rogério Fabrício Lopes, que confessou ter agredido Fabiane em meio à multidão com dois golpes desferidos com a roda de sua bicicleta, quando a vítima estava praticamente desacordada, foi condenado a 30 anos de prisão.

A dona de casa foi linchada por um grupo que a confundiu com uma suposta sequestradora de crianças que usava as vítimas para magia negra, denunciada em um retrato falado na página Guarujá Alerta, em uma rede social. Durante horas, Fabiane foi torturada com socos, chutes e pauladas.

O Ministério Público acusou cinco pessoas pelo crime e o processo acabou sendo desmembrado por causa de recursos interpostos pelos advogados dos réus. Segundo o MP, Lopes, que foi julgado hoje, alegou em sua defesa que sua intenção não era matar e que agiu impulsionado pela multidão, sob o domínio de emoção. Ele foi condenado pela prática de homicídio triplamente qualificado por motivo torpe, meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos