Temer vai à Ásia em busca de parcerias e investimentos

Marcelo Brandão - Repórter da Agência Brasil

O porta-voz da Presidência da República, Alexandre Parola, durante briefing no Palácio do Planalto Valter Campanato/Agência Brasil

O presidente Michel Temer viajará à Ásia na próxima sexta-feira (14) para vários encontros com líderes e empresários da região. Temer participará da 8ª Cúpula do Brics (bloco econômico formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) em Goa, na Índia, e em seguida terá compromissos com o governo indiano, além de uma viagem ao Japão.

"O Brics mantem cooperação com diversos temas, com destaque à área financeira. Em Goa, assinaremos acordos de cooperação alfandegária, pesquisa agrícola e cooperação ambiental", disse hoje (11) o porta-voz do governo, Alexandre Parola, no Palácio do Planalto.

Após a Cúpula do Brics, Temer "reforçará laços" com a Índia em encontro com integrantes do governo e empresários do país. Segundo Parola, a viagem será uma oportunidade de mostrar o que o governo chama de "um novo Brasil", com "oportunidades de investimento, estabilidade e responsabilidade fiscal".

No Japão, Temer será recebido pelo primeiro-ministro Shinzo Abe. Será a primeira visita ao Japão de um chefe de Estado brasileiro em 11 anos. "Em seguida, terá um encontro com empresários, onde será apresentada a nova realidade econômica brasileira e as oportunidades abertas pelo Plano de Parcerias de Investimentos", disse Parola. Temer volta ao Brasil no dia 20 de outubro.

Reforma da Previdência

Segundo o porta-voz do governo, o presidente vai tratar da reforma da Previdência após voltar da viagem à Ásia. Temer pretende conversar com o Congresso, sindicatos e sociedade civil sobre o tema para "discutir o mais amplamente possível" a questão, de acordo com Parola.

"O governo do presidente Michel Temer busca a equidade e a justiça do sistema previdenciário. Todos devem ser tratados de forma igual e sem privilégios. À luz desse princípio geral de equidade, um detalhamento será feito quando a proposta estiver fechada e amplamente discutida com a sociedade brasileira", disse o porta-voz.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos