Sindicato dos Médicos pede reforço na segurança de maternidade no Rio

Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil

O Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro vai solicitar à Polícia Militar reforço do policiamento na região do Hospital Maternidade Herculano Pinheiro, em Madureira, zona norte da cidade. O pedido se justifica por uma suposta invasão de bandidos à unidade, no final da tarde desta segunda-feira (17).

De acordo com os médicos da maternidade, traficantes armados desceram do morro São José Operário, que fica na região, solicitando que um médico fosse à comunidade para atender uma pessoa possivelmente baleada. Segundo o presidente do Sindicato dos Médicos do Rio, Jorge Darze, "esse é um filme que se repete todo dia nas unidades de saúde. A falta de segurança coloca em risco seus profissionais", alertou.

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio de nota, negou a informação de que homens armados foram à Maternidade Herculano Pinheiro. A direção da unidade esclarece que, no final da tarde de ontem, dois homens em uma moto se aproximaram de um vigilante na entrada do prédio e disseram que queriam um médico para acompanhá-los, "para fazer um curativo em uma pessoa na vizinhança". O vigilante informou que os médicos estavam em atendimento na maternidade e não tinha ninguém disponível e eles se retiraram.

Os funcionários do hospital reclamam da constante falta de segurança no local e de trabalharem apreensivos no plantão, com medo de que a situação de repita. "Estamos em constante sobressalto. E o nosso prefeito diz que a área não é de risco", lamentou um médico, que preferiu não se identificar.

A nota da Secretaria informa, ainda, que embora não tenha havido violência nessa aproximação,  tentativa de coação ou exibição de armas, por precaução e para tranquilidade dos profissionais e pacientes, a direção da maternidade solicitou ao batalhão da Polícia Militar da área a presença de uma patrulha ao local.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos