Polícia ainda procura quatro dos 55 fugitivos de hospital de custódia em SP

Marli Moreira - Repórter da Agência Brasil

Policiais militares tentam recapturar quatro dos 55 presos que fugiram anteontem (17) do Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico (HCTP) Professor André Teixeira Lima, em Franco da Rocha, ao norte da Grande São Paulo. A fuga ocorreu após um motim em que os detentos atearam fogo em colchões e outros objetos, provocando um incêndio que se propagou por pelo menos três pavilhões.

A Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) informou que só vai divulgar um balanço sobre os estragos após a vistoria técnica, que ainda está sendo feita no local. Em razão dos danos causados nos pavilhões, foi necessário efetuar a transferência de presos para outras unidades. O órgão não informou para onde os detentos foram levados e nem o número de transferidos, justificando que o sigilo ocorre por medida de segurança.

O Hospital de Custódia tem alas masculinas e femininas e recebe detentos em tratamento que cumprem pena em regime fechado e semiaberto. Também há presos provisórios e em medida de segurança. De acordo com a secretaria, em contagem feita no último dia 13, havia 523 presos na unidade, que tem capacidade para 549 pessoas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos