Kassab diz que PEC 241 "é remédio amargo", mas necessário

Sayonara Moreno - Correspondente da Agência Brasil

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, afirmou hoje (20), em Salvador, que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que estabelece um teto para os gastos do governo por até 20 anos, "é um projeto duro, mas necessário".

"É um remédio amargo, pelo qual precisa passar a economia brasileira, para que se possa retomar o crescimento do país", disse Kassab. "Em bases reais, é evidente que, quando existem limitações no Orçamento, todos sabem que não vamos inventar receitas e, efetivamente, vamos gastar o que estiver disponibilizado no Orçamento. Ganha o Brasil com um projeto bom como este", afirmou.

A declaração de Kassab foi dada durante visita a uma exposição tecnológica da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, no Campus Integrado de Manufatura e Tecnologia (Cimatec) do Senai. Esta é a 13ª edição do evento, que segue até o próximo sábado (22), na capital baiana, e conta com 40 estandes com produtos e atrações ligadas à tecnologia, como jogos eletrônicos, softwares, energias renováveis, cidades inteligentes e outras.

Segundo o ministro, a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia "é o maior evento de iniciação científica e tecnológica do país, promovido pelo governo federal desde 2004".

Ao percorrer a mostra, Kassab afirmou que a política brasileira ficou em estado de "perplexidade" com a prisão do ex-deputado Eduardo Cunha ontem (19), em Brasília. "Cunha sempre foi um grande líder e [não é possível] falar que essa prisão não abalou as estruturas políticas, mas eu confio muito nas instituições, confio no Brasíl e no futuro do país", comentou.

O ministro foi acompanhado na visita pelo senador Otto Alencar (PSD-BA), que também defendeu a PEC 241, que considera "radical", mas necessária para o crescimento do país. Alencar, que apoia o governador da Bahia, Rui Costa (do PT), negou qualquer tipo de atrito com Kassab pelo fato de ter se posicionado contra o impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos