Polícia Militar faz operações contra o tráfico de drogas em áreas com UPPs

Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil

A Polícia Militar fez hoje (21) operações em áreas com unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) para combater o tráfico de drogas. Equipes da UPP Jacaré fizeram uma operação na favela do Jacarezinho, zona norte da cidade, com o objetivo de checar informações do Setor de Inteligência e coibir o tráfico de drogas na região.

Devido à ação no Jacarezinho, os trens do ramal de Belford Roxo, na linha auxiliar, deixaram de trafegar, por medida de segurança, do terminal Central do Brasil, entre as 9h50 e as 12h. Nesse período, os trens do ramal de Belford Roxo trafegaram a partir da estação de Del Castilho.

Houve confronto em alguns pontos da comunidade, no início da ação, e um policial militar foi ferido na perna e socorrido no Hospital Quinta D'Or, em São Cristóvão, onde foi medicado e passa bem. No fim da manhã, policiais destruíram três casamatas nas regiões conhecidas como CRJ, Rei do Gado e Síria. Em outro ponto da favela, foram apreendidos 1.786 pinos de cocaína, um tablete de 2 quilos de maconha e um rádio transmissor. A operação contou com apoio de outras UPPs e do Batalhão de Polícia de Choque, que deteve dois homens com uma pistola automática. A ocorrência foi registrada na Cidade da Polícia, em Benfica. A operação já terminou.

No morro da Providência, na região central da cidade, que fica perto do terminal ferroviário da Central do Brasil, militares do Grupamento de Polícia Ferroviária também fizeram uma ação contra o tráfico de drogas. Ainda não há resultado da operação.

Na comunidade do Pavão-Pavãozinho, na zona sul, policiais militares foram atacados por criminosos armados na madrugada de hoje, na localidade conhecida como Segundinha, quando realizavam patrulhamento de rotina. Houve confronto com os criminosos, mas ninguém ficou ferido ou foi preso.

Pânico

O Pavão-Pavãozinho foi palco, no dia 10 deste mês, de intenso confronto entre a Polícia Militar e traficantes de drogas, que resultou na morte de três suspeitos e de ferimentos por estilhaços, sem gravidade, no comandante da UPP, capitão Vinicius Apolinário de Oliveira, e em dois policiais do Batalhão de Choque. A ação levou pânico à zona sul do Rio, com o comércio fechando as portas nos bairros de Copacabana e Ipanema.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos