PUBLICIDADE
Topo

Moro: aprovação de medidas contra corrupção seria sinal importante do Congresso

Daniel Ito Isaia - Correspondente da Agência Brasil

24/10/2016 15h33

O juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, defendeu novamente a aprovação de projeto de lei contra a corrupção Rovena Rosa/Agência Brasil O juiz federal Sergio Moro endossou as dez medidas contra a corrupção propostas pelo Ministério Público Federal (MPF) ao Congresso. Ele participou de uma audiência pública sobre o assunto, hoje (24), na Assembleia Legislativa do Paraná. O magistrado contestou os críticos que, segundo ele, afirmam que a atitude do MPF é 'autoritária'. "Pelo contrário, foi feito um Projeto de Lei (PL) a partir do que eles [procuradores] acreditam que deva ser melhorado no sistema, e foi colocado no local próprio, o parlamento, para ser discutido", argumentou Moro. O juiz disse, ainda, que a aprovação do PL 4.850/2016 seria uma sinalização importante do Congresso Federal de que está engajado no combate à corrupção. "Há uma expectativa da sociedade, pelo contexto, de que elas sejam aprovadas. Se não integralmente, ao menos a maioria das medidas", afirmou. Ministério Público Também participaram da audiência pública os procuradores Roberson Pozzobon e Deltan Dallagnol. Ambos são integrantes da força-tarefa do MPF na operação Lava Jato. "A grande verdade é que a Lava-Jato será em vão se não forem feitas reformas sistêmicas para que escândalos de corrupção como esse não se repitam no futuro", ressaltou Dallagnol, coordenador da força-tarefa. Pozzobon, por sua vez, disse que o PL 4.850/2016 é a tentativa do MPF de realizar essa reforma sistêmica para combater a impunidade. "[As dez medidas] não são isoladas ou milagrosas. Elas foram pensadas a partir de uma série de fracassos, infelizmente; mas também a partir de sucessos vistos em democracias consolidadas", defendeu o procurador.