Após denúncias, TRE do Amazonas nega paralisação de ônibus

Bianca Paiva

Da Agência Brasil

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas, desembargador Yedo Simões, negou ter havido paralisação da frota de ônibus hoje (30) em Manaus. Várias denúncias de coletivos parados em terminais chegaram à Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) durante a manhã. O transporte coletivo na capital amazonense será gratuito até às 19h para facilitar a votação dos eleitores. Em Manaus, não há horário de verão.

"Devido ao pouco movimento dos ônibus, em um dia também em que o trânsito está muito aberto, muito livre, em vez de gastarem duas horas em um trajeto, eles estavam gastando uma hora. Então, não havia retenção. Como o percurso estava mais rápido, eles [os ônibus] aguardavam um pouco para poder sair. E também não há uma relação com uma eventual abstenção de eleitores", afirmou o magistrado.

Pedido de urgência

A Defensoria Pública do Amazonas (DPE-AM) chegou a entrar com uma ação com pedido de urgência, no início da tarde, para obrigar dez empresas de ônibus de Manaus a garantirem a prestação dos serviços do transporte coletivo durante a votação. Na ação, o DPE-AM argumentou que a situação representa um descaso com a população.

"A paralisação parcial dos serviços de transporte por parte dos requeridos se traduz em violência ao direito do sufrágio e denota existência de crime eleitoral. Dessa forma, caso não seja atendida a medida aqui requerida, os usuários dos serviços de transporte público de Manaus serão os principais prejudicados pela paralisação, pois não poderão exercer o seu direito à cidadania", argumentou a Defensoria Pública. Ela também destacou no pedido que a falta de transporte poderia refletir em uma "abstenção involuntária nas eleições".

Apuração dos votos terminará às 18h30

De acordo com o desembargador Yedo Simões, o encerramento da apuração dos votos está previsto para 18h30, horário local (20h30 em Brasília).

Segundo o último balanço do TRE-AM, 14 urnas, das 3.322 disponibilizadas, apresentaram problemas nas primeiras horas da manhã. Não há registro de prisões. Uma denúncia de compra de votos em um posto de combustíveis na zona centro-oeste de Manaus, na noite de sábado (30), está sendo investigada pela Polícia Federal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos