Movimento de mercadorias no Porto de Santos tem ligeira queda de 0,1%

Marli Moreira - Repórter da Agência Brasil

O Porto de Santos, o maior da América Latina, apresentou retração de 0,1% no movimento de embarque e desembarque de mercadorias, no acumulado de janeiro a setembro deste ano, somando 88,52 milhões de toneladas sobre 88,64 milhões de toneladas do mesmo período do ano passado.

Segundo a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), essa foi a primeira queda desde dezembro de 2014. Além da influência das importações com retração de 5% ante um recuo de 3,1% no mesmo período de 2015, o resultado reflete a menor demanda externa pelo milho brasileiro.

Por meio de nota, o diretor-presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), José Alex Oliva, afirmou que "a marca demonstra a estabilidade do Porto de Santos, lembrando que, no ano passado, houve um ponto fora da curva, que foi o excesso de demanda de milho no período".

Este item da pauta de exportação chegou a ocupar a segunda colocação, desbancando a soja, com alta de 78%, no ano passado, com aquecimento gerado pelas encomendas dos Estados Unidos. No entanto, neste ano, o milho já apresentou uma baixa de 18,5%.

No total, a exportação cresceu 1,8% no acumulado do ano até setembro sobre uma alta bem mais expressiva, no ano passado (11,2%). Entre os produtos com destaque estão o açúcar (alta de 18%) e o complexo soja com crescimento de 8%. Também aumentou o volume de exportação da carne bovina (10,5%) e dos sucos cítricos (8%).

No movimento de entrada de produtos estrangeiros, a maior participação foi o adubo, com 2,3 milhões toneladas e alta de 38,8%, seguida do gás liquefeito de petróleo (38,7%), do trigo (46,9%), da soda cáustica (12,7%) e da amônia (10,3%).

Exportações

O porto de Santos teve uma participação de 28,9% na balança comercial do país, com US$ 70,1 bilhões. Em exportações, o valor atingiu US$ 39,9 bilhões e nas importações, US$ 30,2 bilhões. Os principais parceiros comerciais continuam sendo a China e os Estados Unidos.

E entre os itens de maior valor das vendas externas que passam pelo terminal estão a soja, com uma participação de 13,2% e destino, principalmente, para China, Tailândia e Taiwan; o açúcar, com 11,6%, tendo como os maiores mercados a Índia, China e Argélia; e o café em grãos (7%), comprados pelos Estados Unidos, Alemanha e Itália.

O óleo diesel foi um dos principais produtos vindos de fora do país com uma participação de 1,89% e encomendado dos Estados Unidos, Suiça e Reino Unido.

Movimento de setembro

Em setembro, o Porto de Santos registrou movimento de 9,90 milhões de toneladas, o que significa uma queda de 9,9% em comparação com igual mês do ano passado. Neste mesmo período, em 2015, tinha sido registrada a quinta maior movimentação mensal histórica com 11 milhões de toneladas.

As exportações, no mês passado, alcançaram 6,86 milhões toneladas, 17,1% a menos que o registrado em setembro de 2015 (8,28 milhões t). Já as importações atingiram 3,04 milhões de toneladas, com aumento de 11,9% sobre o mesmo mês do ano passado (2,71 milhões toneladas).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos