Satélite mostra destruição na Itália após terremotos

Da Agência Ansa

Foram publicadas hoje (1º) as primeiras imagens de satélite da cidade de Nórcia, na Itália, devastada pelo terremoto de 6,5 graus de magnitude que atingiu a zona central do país no último domingo. As fotos foram tiradas pelo aparelho Cosmo SkyMed, da Agência Espacial Italiana (ASI), e comparam a situação da cidade antes e depois do abalo sísmico. As informações são da agência Ansa.

As primeiras imagens foram gravadas em Nórcia às 5h50 do dia 30 de outubro, horas antes do terremoto, ocorrido às 7h40. O satélite passou de novo pela cidade após o terremoto, às 5h50 de 31 de outubro. A análise foi elaborada pela empresa e-Geos, que já estava estudando os danos dos outros terremotos sentidos na zona central da Itália nos últimos dois meses.

No mapa, foram sinalizados em vermelho os pontos que desabaram no terremoto ou que sofreram algum dano. Excluindo as áreas de vegetação, quase todos os quarteirões com imóveis construídos possuem a sinalização vermelha.

"Os sensores detectam pequenas variações, por isso, o ideal é fazer uma análise mais detalhada sobre o tipo e a escala de cada dano", orientou a e-Geos. Nórcia é tida como a cidade mais afetada pelo terremoto de domingo, assim como Amatrice foi a mais atingida pelo abalo sísmico de 24 de agosto.

Localizada na região da Úmbria, província de Perúgia, Nórcia tem cerca de 4,6 mil habitantes e uma área de apenas 274 km². Em uma zona da cidade, Castelluccio, a terra chegou a afundar 70 centímetros devido ao terremoto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos