Comissão de Orçamento aprova créditos suplementares para diversos órgãos

Iolando Lourenço - Repórter da Agência Brasil

Presidente da CMO, Arthur Lira (E), põe em votação dez projetos de lei que abrem créditos adicionais no OrçamentoFabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso Nacional aprovou hoje (8) dez projetos de créditos suplementares para diversos ministérios e órgãos do governo federal. Dentre os projetos estão o que abre crédito suplementar no valor de R$ 1,7 bilhão em favor do Ministério da Saúde, para reforço de dotações, e o que abre crédito de R$ 845,5 milhões em favor de empresas estatais.

Também foram aprovados créditos de R$ 317,2 milhões para os ministérios da Fazenda, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e do Planejamento; R$ 461,6 milhões para o Ministério da Educação e R$ 399,7 milhões destinados aos ministérios da Fazenda e do Planejamento. Esses projetos precisam agora ser votados pelo plenário do Congresso, o que poderá ocorrer a partir de amanhã (9), quando está prevista sessão deliberativa a partir das 11h.

Em vez de encerrar a reunião da CMO, o presidente do colegiado, deputado Arthur Lira (PP-AL), decidiu suspender os trabalhos para manter o quórum de deputados e senadores para a reunião prevista para as 14h30 de amanhã. Lira anunciou que pretende continuar a votação dos projetos de créditos suplementares para diversos órgãos do governo que estão pendentes de deliberação da comissão.

Arthur Lira informou que, se o relatório preliminar da Receita para o Orçamento do ano que vem for apresentado ainda hoje, será publicado para que amanhã possa ser debatido e votado pela comissão. Segundo Lira, o prazo para as discussões e votações do Orçamento está ficando curto e não se pode ficar adiando. "Muito possivelmente faremos amanhã a discussão e votação do relatório preliminar da Receita", disse Lira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos