Alimentos têm queda de preços de 0,05% em outubro

Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil

Entre os principais responsáveis pela queda de preços dos alimentos estão o leite longa vida (-10,68%), feijão-carioca (-8,79%) e a cebola (-6,48%)             EBC

Os alimentos tiveram uma queda de preços (deflação) de 0,05% em outubro. É a segunda deflação consecutiva registrada por esse grupo de despesas, já que em setembro os alimentos tiveram um recuo de preços de 0,29%.

Os dados, do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Entre os principais responsáveis pela queda de preços dos alimentos estão o leite longa vida (com taxa de -10,68%), feijão-carioca (-8,79%), cebola (-6,48%), ovos (-4,77%), hortaliças (-4,45%), feijão-preto (-1,56%) e cafezinho (-1,07%).

Apesar disso, as carnes tiveram aumento de preços de 2,64% no mês e formam o item individual que teve mais impacto na taxa de 0,26% do IPCA, a inflação oficial, em outubro.

Artigos de residência têm deflação

Outro grupo de despesas que registrou deflação foi o de artigos de residência, com queda de preços de 0,13% em outubro, depois de já ter tido redução de preços de 0,23% em setembro.

Os transportes tiveram a maior taxa de inflação entre os grupos de despesas (0,75%), resultado influenciado principalmente pelos aumentos de preços do etanol (6,09%), da gasolina (1,22%) e das passagens aéreas (10,06%).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos