ONU condena ataque aéreo no leste de Aleppo, na Síria

Da Agência Xinhua

Ban Ki-moon condenou ataques em Aleppo, na Síria      EPA/Andrew Gombert/Agência Lusa

, condenou ontem (20) "o intenso ataque aéreo relatado nos últimos dias que mataram muitos civis sírios, incluindo crianças, e deixou o leste de Aleppo sem hospitais em operação."

Ele também condenou "os bombardeios indiscriminados que foram lançados em áreas da província de Aleppo e nas partes ocidentais da cidade, incluindo ataques às escolas, que deixaram muitas crianças mortas."

"O secretário-geral lembra a todas as partes do conflito que atacar civis e infraestruturas civis é um crime de guerra," disse o seu porta-voz. "Ele pede a todos os lados que interrompam imediatamente os ataques."

"Os responsáveis por estas e outras atrocidades na Síria devem ser responsabilizados por seus atos," disse.

O secretário-geral também pediu a todas as partes que garantam a liberdade de movimentação dos civis e da ajuda humanitária.
Cento e dez pessoas foram mortas nas últimas horas devido a ataques aéreos no norte da Síria na cidade de Aleppo.

A SkyNews Arabia TV, citando ativistas, disse que 90 civis foram mortos pelos ataques aéreos da Rússia e Síria em áreas controladas por rebeldes no leste de Aleppo. Outros 20 civis foram declarados mortos durante conflitos que tiveram como alvo a cidade de Batabo, na zona rural de Aleppo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos