Desemprego em São Paulo diminui para 17,2% em outubro

Fernanda Cruz - Repórter da Agência Brasil

A taxa de desemprego na Região Metropolitana de São Paulo diminuiu para 17,2% em outubro, de acordo com pesquisa da Fundação Seade e do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Em setembro, o índice era de 17,5%.

O contingente de desempregados foi estimado em 1.910 mil pessoas, 16 mil a menos do que no mês anterior. O resultado aponta a elevação do nível de ocupação (geração de 111 mil postos de trabalho, ou 1,2%) em taxa superior à da População Economicamente Ativa (95 mil pessoas se incorporaram ao mercado de trabalho da região, 0,9%).

O índice de desemprego aberto, ou seja, pessoas que buscaram trabalho nos últimos 30 dias e não trabalharam nos últimos sete dias, variou de 14,4% para 14,3%. A taxa de desemprego oculto, ou seja, de pessoas que fizeram trabalhos eventuais, não remunerados em negócios de parentes, tentaram mudar de emprego nos últimos 30 dias ou que não buscaram emprego em 30 dias, variou de 3,1% para 2,9%.

Quanto ao nível de ocupação, houve alta de 1,2%. O contingente de ocupados foi estimado em 9.192 mil pessoas. Por setores, foi registrado aumento no comércio e na reparação de veículos automotores e motocicletas (6%, ou geração de 93 mil postos de trabalho), na indústria de transformação (1,9% ou 25 mil) e na construção (1,3% ou 8 mil). O nível ocupacional pouco variou nos serviços (-0,3%, com a eliminação de 16 mil postos de trabalho).

Entre agosto e setembro deste ano, o rendimento médio real dos ocupados cresceu 1,2%, ficando em R$ 1.972. O rendimento dos assalariados subiu 0,3%, chegando a R$ 2.025.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos