Kassab diz que prefere "solução de mercado" a intervenção na Oi

Ana Cristina Campos - Repórter da Agência Brasil

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, afirmou hoje (1º) que o governo vai tentar de "todas as maneiras" evitar uma possível intervenção para ajudar a empresa de telefonia Oi a solucionar a situação de dívidas no valor de R$ 65,4 bilhões.

"Estudando [a possibilidade de intervenção], sempre tem que se estudar, porque é obrigação do governo estar preparado para intervir num caso extremo. Caso a Oi não consiga ser feliz na sua recuperação judicial, que nós possamos ainda aguardar uma solução de mercado de agentes econômicos que possam fazer eles [mesmos] a sua intervenção num acordo de participação, solucionando a questão difícil por que passa a Oi", disse Kassab, após lançamento da 1ª Campanha Hidrográfica do Navio de Pesquisa Hidroceanográfico Vital de Oliveira, em Niterói.

O ministro espera que o novo Marco Regulatório das Telecomunicações, aprovado na semana passada na Câmara e em análise no Senado, possa ajudar a recuperação da Oi por meio da atração de investidores para a empresa de telefonia.

Em junho, a companhia telefônica entrou na 7ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio com um pedido de recuperação judicial da empresa, incluindo no processo um total em dívidas de R$ 65,4 bilhões. Fazem parte da companhia as empresas Oi Móvel, Telemar Norte Leste, Copart 4 Participações, Copart 5 Participações, Portugal Telecom International Finance BV e Oi Brasil Holdings Coöperatief U.A.

Com a recuperação judicial, as empresas em dificuldade financeira tentam reestruturar a dívida com credores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos