Cultura do medo facilita roubo de cargas no Rio, diz coordenador

Da Agência Brasil

Ao participar hoje (2) do Fórum de Combate e Prevenção ao Roubo de Cargas, na Associação Comercial do Rio de Janeiro, no Rio, o coordenador do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), no Rio de Janeiro, Freitas de Souza, disse hoje (2) que o aumento no número de roubos a veículos de carga na cidade ocorre pela disseminação da "cultura do medo". Segundo ele, os criminosos não têm receio de cometer os furtos. "Em alguns casos, eles assaltam até desarmados."

Souza acredita que até 90% dos roubos de cargas são cometidos por pessoas que não pertencem a quadrilhas. Muitas vezes são moradores de comunidades dominadas pelo tráfico de drogas, que descem do morro, até mesmo desarmados, e sobem com a carga roubada para a comunidade. Isso se dá por conta de uma cultura do medo estabelecida entre os motoristas. Eles ficam acuados e entregam o veículo de imediato. Quando perguntamos qual era o tipo de armamento utilizado, esses funcionários, muitas vezes, não sabem mencionar ou dizem que não viram".

Dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) indicam que, de janeiro a outubro deste ano, foram registrados 7.439 ataques a veículos de transporte de cargas no estado, o que representa um aumento de 32% em relação ao registrado no mesmo período em 2015. "E as perspectivas é de que os números cheguem a 9 mil roubos, ou seja, um furto a cada 20 minutos, levando em conta apenas os dias úteis. É preciso começar com uma pronta resposta, reprimindo esses indivíduos", disse o coordenador.

O chefe operacional da Polícia Rodoviária Federal, André Ramos, discorreu sobre as regiões mais afetadas pelos roubos e produtos que costumam ser alvo de roubos. "Temos conhecimento de que as áreas da Dutra, Pavuna, a BR-040, no trecho de Duque de Caxias, além de Niterói e São Gonçalo são os locais que mais sofrem com isso. Os bandidos costumam atacar transportadoras de cigarro, alimento e eletrônicos, sendo feito geralmente na parte da manhã, que é o horário de saída e entrada de muitas cargas".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos