Portal do Voluntariado do DF conta com 6,5 mil cadastrados em 106 projetos

Da Agência Brasil

Brasília - Márcia Rollemberg, primeira-dama do Distrito Federal, durante a abertura do 1º Fórum Distrital Brasília Cidadã Antonio Cruz/ Agência Brasil

Inaugurado em junho deste ano, o Portal do Voluntariado do Distrito Federal já tem 6,5 mil cadastrados que atuam em 106 projetos. Mais de 660 mil pessoas foram beneficiadas com as ações que incluem rodas de conversas, ouvidoria, banco de alimentos, ações no zoológico, ações do Outubro Rosa e o metrô solidário. Além disso, ações de cidadania também fazem parte do projeto, como a limpeza do córrego do Riacho Fundo 1. Dos voluntários, 70% são mulheres.

A ferramenta, uma das principais iniciativas do programa Brasília Cidadã, é uma plataforma online que facilita a integração de instituições que precisam de ajuda com cidadãos interessados em fazer trabalho voluntário.

Os resultados do Portal do Voluntariado foram divulgados hoje (5) durante a abertura do 1º Fórum Distrital Brasília Cidadã que ocorre até amanhã (6) no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. O objetivo do evento é discutir a importância da participação da sociedade civil no desenvolvimento social, econômico e sustentável do Distrito Federal. O fórum visa fortalecer as redes sociais e solidárias, fomentar iniciativas e soluções inovadoras, informar as ações dos grupos e promover o diálogo com os movimentos sociais, coletivos e de redes.

Durante o evento, a primeira-dama do DF, Márcia Rollemberg, ressaltou a importância da participação da população para a construção de políticas públicas efetivas. "A participação social é um direito do cidadão e um qualificador da política pública. A dimensão do público tem que ter a participação social e o controle social para ter uma dimensão real de ser uma política pública. Então fortalecemos esse processo. Se estou falando de um programa de cidadania, não posso construir esse programa sem a participação da sociedade. Nada de nós, sem nós", disse.

Márcia destacou ainda que as principais pautas são as políticas para as crianças e as mulheres. "Temos um quadro em relação a mulheres muito triste, o Brasil é o quinto país em violência no mundo e está em 103º lugar entre os países que não cuidam das suas jovens e meninas. Essa é uma causa que bate na porta. Fizemos o Centro 18 [Centro de Atendimento Integrado 18 de Maio], que atende crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual que é outra causa também muito importante. Não podemos abrir mão das nossas crianças. É um compromisso da sociedade ter um olhar de cuidado com nossas crianças. Queremos fortalecer, integrar as políticas, criar indicadores, para que a gente possa transformar isso em uma política de governo. Todas as pastas têm que priorizar a criança e a mulher."

A ideia do fórum é fortalecer redes, compartilhando experiências, pactuando uma agenda de trabalho e reforçando o conjunto de compromissos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos