Renan diz que só se pronuncia sobre decisão do STF após conhecer teor da liminar

Heloisa Cristaldo - Repórter da Agência Brasil

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) afirmou hoje (5), por meio de nota, que só se manifestará sobre a decisão do ministro Marco Aurélio do Supremo Tribunal Federal (STF) de afastá-lo da Presidência do Senado após conhecer oficialmente o inteiro teor da liminar.

Em decisão liminar, o ministro Marco Aurélio afastou hoje (5) Renan Calheiros do cargo da Presidência do Senado. O pedido de afastamento foi feito pelo partido Rede Sustentabilidade, após a decisão proferida pela Corte na semana passada, que tornou Renan réu pelo crime de peculato.

A assessoria do parlamentar ressaltou que o senador consultará seus advogados acerca das medidas adequadas "em face da decisão contra o Senado Federal". "O senador Renan Calheiros lembra que o Senado nunca foi ouvido na Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental e o julgamento não se concluiu", aponta a nota.

o mês passado, a Corte começou a julgar a ação na qual a Rede pede que o Supremo declare que réus não podem fazer parte da linha sucessória da Presidência da República. Até o momento, há maioria de seis votos pelo impedimento, mas o julgamento não foi encerrado em função de um pedido de vista do ministro Dias Toffoli. De acordo com a Rede, a liminar era urgente porque o recesso no Supremo começa no dia 19 de dezembro, e Renan deixará a presidência no dia 1º de fevereiro do ano que vem, quando a Corte retorna ao trabalho.

 

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos