Santa Casa de São Paulo receberá empréstimo de R$ 360 milhões da Caixa

Flávia Albuquerque - Repórter da Agência Brasil

Cerimônia de assinatura do contrato de estruturação financeira da Santa Casa de São PauloAntonio Cruz/ Agência Brasil

A Santa Casa de Misericórdia de São Paulo receberá um empréstimo de R$ 360 milhões da Caixa Econômica Federal, por meio da linha de crédito Caixa Hospitais. O convênio foi assinado hoje (6) em evento com a presença do presidente Michel Temer, do ministro da Saúde, Ricardo Barros, do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, do presidente da Caixa, Gilberto Occhi, e do provedor da Santa Casa de São Paulo, José Luiz Setúbal, no Palácio do Planalto.

O objetivo é reorganizar a instituição financeiramente e reestruturar o endividamento bancário e com fornecedores para garantir a sustentabilidade da Santa Casa. O prazo para pagamento previsto no contrato é de dez anos, e a liberação dos recursos deve ocorrer em até um mês, de acordo com informações da Caixa.

"Ajudar a Santa Casa de São Paulo, que tem uma tradição extraordinária e serve como exemplo para todas as santas Casas do País, é uma satisfação muito grande. A Caixa não é apenas um estabelecimento de crédito para gerar lucros, mas uma instituição que tem uma função social muito importante. Espero que essa iniciativa se reproduza para as demais instituições do Brasil", disse Temer.

O ministro da Saúde afirmou que fortalecer as santas casas é uma das principais prioridades de sua gestão. "O contrato do Sistema Único de Saúde [SUS], que é consignado, serve como garantia desses empréstimos e garante a adimplência com os nossos bancos parceiros, Caixa, Banco do Brasil e BNDES [Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social], nos ajudando a dar um fôlego financeiro para essas instituições, que respondem por 53% de todos os atendimentos do SUS."

O presidente da Caixa destacou o trabalho conjunto entre o banco e hospitais filantrópicos. "O banco, que já é parceiro das instituições filantrópicas de longa data, agora inova e oferece condições diferenciadas às entidades, reforçando o papel da instituição perante o segmento de saúde. A Caixa vem mantendo reuniões com hospitais filantrópicos, já realizadas no Espírito Santo e em Pernambuco, e tem agendas com entidades do segmento em São Paulo, Bahia e Goiás", disse Gilberto Occhi.

A Santa Casa de São Paulo é considerada o maior complexo de assistência à saúde pública da América Latina, com capacidade para atender até 5 mil pessoas por dia. É reconhecida nacionalmente por pesquisas técnico-científicas e tem o maior cadastro de doadores de medula óssea do Brasil. No ano passado, foram registrados 120 doadores de órgãos na instituição, resultando em 283 transplantes. No primeiro semestre deste ano, o número de doadores ficou em 50, com um total de 134 transplantes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos