Hospital pediátrico do Paraná amplia serviço de transplante de medula óssea

Paula Laboissière - Repórter da Agência Brasil

O Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba, ampliou de três para dez o total de leitos voltados para o serviço de transplante de medula óssea. A unidade, de acordo com o Ministério da Saúde, é considerada o maior complexo pediátrico do país. A expectativa do governo é que a capacidade do local para esse tipo de transplante triplique nos próximos meses.

A reforma dos 316,2 m2 da área de oncologia, segundo a pasta, foi viabilizada com recursos captados via renúncia fiscal na ordem de R$ 2,6 milhões. "Com isso, o hospital conseguirá melhorar o registro e análise de dados e crianças e adolescentes com câncer e que necessitam de transplante de medula óssea, além de oferecer mais atendimentos, aumentar a equipe e qualificar os profissionais que atuam no setor", informou nota do Ministério da Saúde.

Em 2016, foram realizados no Brasil 1.577 transplantes de medula óssea, sendo 204 deles no Paraná. Deste total, 12 aconteceram no Hospital Pequeno Príncipe, 90% deles via Sistema Único de Saúde (SUS). A instituição possui 369 leitos e conta ainda com 60 leitos de Unidade de Terapia Intensiva distribuídos nas áreas pediátrica, cirúrgica, neonatal e cardíaca.

Para custeio desses procedimentos, a unidade, que é especializada em oncologia, hematologia e transplantes de medula óssea, recebeu do governo federal R$ 19,4 milhões e R$ 5 milhões para pagar os atendimentos ambulatoriais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos