Braskem comunica acordo de leniência e pagamento de multa de R$ 3,1 bilhões

Heloisa Cristaldo - Repórter da Agência Brasil

A Braskem, empresa petroquímica controlada pelo grupo Odebrecht, comunicou hoje (14) que assinou acordo de leniência com o Ministério Público Federal (MPF) em Curitiba em colaboração às investigações da Operação Lava Jato. Em documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa concordou em pagar uma multa de R$ 3,1 bilhões. O acordo é uma espécie de delação premiada de empresas.

"O acordo de leniência é a parte brasileira do acordo global sobre o qual a companhia já havia informado ao mercado estar em fase avançada de negociação com as autoridades competentes", afirma o documento.

Odebrecht

No início desse mês, a Odebrecht, também assinou acordo de leniência com a força-tarefa da Lava Jato. Além de revelar práticas ilícitas cometidas por funcionários e diretores, a empresa compromete-se a pagar uma multa, cujo valor gira em torno de R$ 6,8 bilhões.

Em comunicado oficial, a Odebrecht pediu desculpas ao país e admitiu ter cometido "práticas impróprias" em sua atividade empresarial. "Desculpe, a Odebrecht errou", diz o título do comunicado público. "Foi um grande erro, uma violação dos nossos próprios princípios, uma agressão a valores consagrados de honestidade e ética", diz o comunicado da empreiteira acusada pelo Ministério Público Federal de participar do cartel que fraudava contratos da Petrobras.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos