Existe consenso na base aliada para aprovar ajuste fiscal, diz Meirelles

Wellton Máximo - Repórter da Agência Brasil

Existe consenso político na base aliada para a aprovação das medidas de ajuste fiscal, disse hoje (14) o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Ao sair de seminário promovido pelo jornal Correio Braziliense, ele disse que recebeu apoio dos deputados dos líderes partidários do bloco conhecido como Centrão e de senadores do PSDB para as propostas de reforma econômica.

"Independentemente de qualquer coisa, o cronograma de ajuste fiscal está sendo seguido rigorosamente, sem interrupções e sem soluços. Temos certeza de que o programa será bem-sucedido. A emenda constitucional do teto dos gastos públicos foi aprovada. O anúncio que temos trabalhado e começamos há vários meses, de reformas microeconômicas, está em andamento", disse o ministro.

Meirelles disse que as negociações com os parlamentares da base aliada prosseguem. "Hoje, eu recebi dois grupos políticos completamente diferentes. E ambos me convidaram. Os líderes do chamado Centrão na Câmara, que fizeram uma visita e ofereceram apoio integral ao plano econômico. Depois, almocei com os senadores do PSDB, que também manifestaram apoio total às medidas", declarou.

De acordo com o ministro, a aprovação da emenda constitucional que limita os gastos públicos por um quórum menor em segundo turno não representa reflete problemas na articulação política do governo. Segundo ele, a diferença deve-se a ausências justificadas de senadores da base. "Tivemos maioria confortável, apesar de ausências de senadores. A aprovação da emenda é um fato concreto e um momento histórico".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos