Suspensa do Mercosul, Venezuela diz que participará de reunião em Buenos Aires

Monica Yanakiew - Correspondente da Agência Brasil

A Venezuela anunciou que vai participar hoje (14) da reunião de ministros de Relações Exteriores do Mercosul em Buenos Aires - apesar de o país ter ter sido suspenso do bloco regional há duas semanas. 

A chanceler venezuelana, Delcy Rodriguez, informou no Twitter que iria representar o seu país no encontro. Ela disse que ninguém pode impedir a Venezuela de "exercer seu direito soberano".

O governo paraguaio avisou que Delcy Rodriguez não foi convidada e que, ao ter sido suspensa do Mercosul, a Venezuela perdeu o direito de participar das reuniões.

A suspensão foi anunciada no início do mês pelos outros quatro membros do bloco: o Brasil, a Argentina, o Paraguai e o Uruguai. O motivo foi o descumprimento do protocolo de adesão.

A Venezuela tinha quatro anos para incorporar centenas de normas de integração, mas não conseguiu.

Os venezuelanos anunciaram, de última hora, que iriam tomas as medidas necessárias, mas o prazo venceu e o país foi suspenso. A suspensão jamais foi aceita pela Venezuela.

A chanceler Delcy Rodriguez acusou a Argentina, o Brasil e o Paraguai de formar uma aliança de direita contra o seu país e disse que vai a Buenos Aires defender os interesses venezuelanos.

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, José Serra, chegou nessa terça-feira (13) à noite a Buenos Aires para participar do encontro.

A Argentina, país anfitrião, ocupará a presidência pro tempore do Mercosul nos próximos seis meses.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos