Coletores de lixo de Guarulhos encerram greve

Ludmilla Souza - Repórter da Agência Brasil

A greve dos coletores de lixo de Guarulhos, cidade da Grande de São Paulo que tem 1,2 milhão de habitantes, terminou na noite de ontem (14), mas o recolhimento das mais de duas toneladas de lixo acumuladas em dois dias só deve ser normalizado hoje (15).

A paralisação foi iniciada na segunda-feira (12) em protesto contra o atraso no pagamento do salário de novembro e da primeira parcela do 13º salário.

A categoria, que reúne 450 trabalhadores, aprovou, em assembleias, a proposta da empresa Quitaúna, contratada pela prefeitura de Guarulhos para fazer a coleta. De acordo com o diretor do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários no Transporte de Passageiros, Urbano, Suburbano, Metropolitano, Intermunicipal e Cargas Próprias de Guarulhos e Arujá (Sincoverg), Lidenor Pinheiro, a empresa se comprometeu a fazer o pagamento do salário de novembro ontem (14).

Parcelamento

A metade do 13º será paga no dia 20 de dezembro e a outra metade no dia 10 de janeiro, junto com o salário de dezembro. Segundo o diretor, o pagamento foi realizado ontem. "Como o pagamento foi efetivado, a turma da noite antecipou a jornada de trabalho para fazer o recolhimento acumulado".

Para ele, a expectativa fica agora para o cumprimento do pagamento de metade do 13º salário. "Esperamos que a empresa pague no dia prometido, se não cumprir vamos ter que parar de novo", alertou.

Em nota, a Prefeitura de Guarulhos informou que o serviço de coleta de lixo foi retomado na noite de quarta-feira (14), sendo priorizado o recolhimento de lixo hospitalar e também nos locais de feiras livres. Nesta quinta-feira, dia 15, o atendimento será normalizado com a coleta domiciliar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos