Fraude previdenciária é alvo de operação em agências da Bahia e de Pernambuco

Sayonara Moreno - Correspondente da Agência Brasil

Uma quadrilha que praticava fraudes previdenciárias no Norte da Bahia foi alvo da Operação Ameaça Fantasma, deflagrada hoje (15) pela Polícia Federal e o Ministério Público Federal.

Ao todo, foram 15 mandados emitidos, sendo oito de busca e apreensão e sete de prisão temporária, cumpridos por 40 agentes, na agência de Juazeiro e das cidades de Santo Sé e Petrolina, em Pernambuco.

As investigações dos órgãos reponsáveis pela operação mostraram que diversos benefícios fraudulentos foram criados, por meio de dados falsos nos sistemas do INSS. Foram encontrados cadastros de pessoas inexistentes - sem registro na Receita Federal ou sem registo - que recebiam pensões por morte em altos valores, inclusive retroativos. As pessoas supostamente falecidas também são consideradas inexistentes. Os valores dos benefícios eram sacados na agência, por meio de alguma pessoa que se identificava como representante legal do beneficiário.

Os saques fraudulentos podem chegar a R$ 700 mil, conforme apurado até a data de hoje. Os envolvidos podem responder pelos crimes de estelionato qualificado, associação criminosa, e inserção de dados falsos nos sistemas de informação da Administração Pública. Caso condenados, podem pegar de um a 12 anos de prisão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos