Minas e Energia vai pedir exoneração de diretor investigado pela PF

Paula Laboissière - Repórter da Agência Brasil

O Ministério de Minas e Energia informou que vai encaminhar ainda hoje (16) à Casa Civil o pedido de exoneração do diretor do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), Marco Antônio Valadares Moreira, alvo de operação deflagrada mais cedo pela Polícia Federal e que apura esquema de corrupção em cobrança de royalties.

Confira, na íntegra, a nota da pasta enviada à redação da Agência Brasil por meio da assessoria de imprensa:

"O Ministério de Minas e Energia vai encaminhar à Casa Civil o pedido de exoneração do sr. Marco Antônio Valadares Moreira. A exoneração vale a partir de hoje. Outras informações serão prestadas pelo próprio DNPM."

Operação

A Polícia Federal deflagrou a Operação Timóteo em 11 estados e no Distrito Federal. Estão sendo realizadas buscas e apreensões em 52 endereços relacionados a uma organização criminosa investigada por esquema de corrupção em cobranças judiciais de royalties da exploração mineral.

Segundo a corporação, as provas recolhidas pelas equipes devem detalhar como funcionava o esquema em que "um diretor do Departamento Nacional de Produção Mineral, detentor de informações privilegiadas a respeito de dívidas de royalties", oferecia os serviços de dois escritórios de advocacia e uma empresa de consultoria a municípios com créditos junto a empresas de exploração mineral.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos