Governo estuda ações de estímulo ao turismo, diz ministro

Alex Rodrigues - Repórter da Agência Brasil

O ministro do Turismo, Marx Beltrão, disse que o número de turistas estrangeiros no Brasil deve aumentar cerca de 11%     José Cruz/Agência Brasil

O ministro do Turismo, Marx Beltrão, revelou hoje (21) que o governo estuda formas de ampliar os recursos financeiros destinados à divulgação dos destinos turísticos nacionais entre brasileiros e estrangeiros. Ele disse que várias hipóteses estão sendo discutidas com a Casa Civil da Presidência da República e com o Ministério do Planejamento, entre elas a possível edição de uma medida provisória (MP) que autorize a transferência de verbas de outro ministério para a promoção do turismo. 

"Pelo que me consta, o orçamento do ministério será aumentado um pouco. Estamos trabalhando uma medida provisória para fazer a realocação de recursos de uma outra pasta para promovermos o turismo, mas a maneira como isso será feito ainda está sendo discutida", disse o ministro durante a divulgação de um estudo que aponta que a indústria do turismo tem o que comemorar: em meio a crise econômica que derrubou a atividade em outros setores, o número de viagens nacionais durante o verão deve se manter, com um pequeno acréscimo de 0,8% na comparação com a temporada 2015/2016 e o número de turistas estrangeiros deve aumentar cerca de 11%.

Turismo pode alavancar a economia

"O turismo é um grande negócio e pode ser um dos principais propulsores da economia brasileira e da geração de emprego e renda", afirmou Beltrão, acrescentando que ainda há muito espaço para o Brasil crescer.

"Claro que se tivermos mais recursos para promovermos o Brasil nacional e internacionalmente, podemos aumentar e muito o número de turistas viajando pelo país e de estrangeiros", explicou.

Ainda não há data para que as medidas de estímulo ao setor sejam anunciadas, mas, segundo o ministro, o governo tenta contemplar as principais demandas dos empresários e demais envolvidos com a atividade.

"Precisamos retirar a burocracia do meio do caminho, aumentar a competitividade e, consequentemente, atrair mais investidores. Nesse aspecto, para mim, o governo não tem que estar na frente dos empresários, mas sim ao lado, facilitando o ambiente de negócios. Do ponto de vista orçamentário, o que o turismo quer é apenas aumentar os recursos necessários para promoção nacional e internacional do país e para finalizarmos as obras de infraestrutura turística".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos