Justiça determina afastamento de prefeito regional da Sé na capital paulista

Daniel Mello - Repórter da Agência Brasil

A Justiça de São Paulo determinou o afastamento do prefeito regional da Sé, Eduardo Odloak, por ter sido condenado em segundo instância por improbidade administrativa. A prefeitura regional administra oito distritos da região central da capital, onde vivem mais de 430 mil pessoas.

O desembargador Magalhães Coelho decidiu pelo afastamento a partir da sentença que condenou Odloak em segunda instância, que o deixou impossibilitado de exercer função pública e detrminou a perda dos direitos políticos por três anos.

O magistrado destacou que a integridade é uma exigência legal e social. "O requisito da probidade e da ética na vida pública, além da exigência da sociedade brasileira, constitui-se em vetor axiológico dirigido à administração pública e a seus agentes pela Constituição Federal de 1988."

Em nota, a Secretaria Municipal de Justiça informou que vai recorrer da liminar. "O prefeito regional da Sé, Eduardo Odloak, não pode ser enquadrado como ficha suja, conforme demonstram outros casos semelhantes já analisados pelo Poder Judiciário. A condenação é de natureza simples culposa e ainda depende do julgamento final do recurso", destaca o comunicado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos