PM dispersa dependentes químicos da Cracolândia com bombas após tumulto

Bruno Bocchini e Daniel Mello - Repórteres da Agência Brasil

A Polícia Militar dispersou com bombas e gás lacrimogênio, por volta das 20h15 de hoje (17), dependentes químicos que estavam na região da Cracolância, no centro da capital paulista.

De acordo com a PM, durante a tarde, alguns dependentes químicos atiraram objetos contra uma base comunitária da polícia localizada na praça Princesa Isabel, próxima a rua Helvétia. Com a chegada de reforço policial, agentes começaram a ser agredidos, o que levou a uma ação de "contenção" por parte da polícia.

De acordo com a PM, três policiais foram feridos e encaminhados para o Pronto Socorro da Santa Casa de São Paulo, em Santa Cecília. A polícia não tinha informação sobre feridos entre os dependentes químicos.

No último dia 10 de janeiro, o secretário estadual de Segurança Pública, Mágino Barbosa, disse que a polícia apenas agiria de forma pontual na região, e descartou que uma grande operação fosse realizada na área.

"Nós não podemos realizar hoje uma ação dentro do que se convencionou chamar fluxo [aglomeração de usuários de crack, dentro da Cracolândia], porque o resultado seria extremamente danoso", afirmou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos