Muro começa a ser erguido no presídio de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte

Sumaia Villela - Enviada especial a Natal

A operação policial que vai garantir a segurança dentro do presídio de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte, para retirar possíveis mortos e instalar um muro de separação entre os pavilhões ocupados por facções rivais começou hoje (21). A Polícia Militar foi para o pátio junto com o primeiro contêiner que vai servir provisoriamente de muro.

Mais cedo, no Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP), as equipes já se preparavam atuar na penitenciária. E como existe a expectativa de mortos no esgoto do presídio, a fossa deve ser limpa antes da entrada das equipes técnicas.

A operação também vai garantir a instalação de contêineres para fazer um muro provisório separando os pavilhões das facções que estão em conflito: Primeiro Comando da Capital (PCC) e Sindicato do Crime do Rio Grande do Norte.

O secretário de Segurança Pública e Defesa Social do estado, Caio César, disse que essa estrutura vai garantir a proteção para a construção do muro definitivo de concreto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos