PUBLICIDADE
Topo

Montadoras do ABC têm mais de 1 mil trabalhadores com contrato suspenso

Bruno Bocchini - Repórter da Agência Brasil

23/01/2017 21h49

As montadoras do ABC Paulista estão com pelo menos 1.125 empregados com o contrato de trabalho suspenso, em lay-off. Segundo dados do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, a Ford é a montadora com maior número de trabalhadores nessa situação: 710 dos cerca de 3,9 mil empregados da fábrica do ABC. O lay-off é uma alternativa para evitar demissões. Nessa modalidade, o empregado tem o contrato de trabalho suspenso temporariamente, mas continua recebendo parte do salário, pago pela empresa e pelo governo federal. Na Mercedes, 350 trabalhadores estão com o contrato suspenso desde outubro do ano passado. A montadora têm cerca de 9 mil empregados no ABC. A Volkswagen, que também tem cerca de 9 mil funcionários, tem 65 com o contrato suspenso atualmente. O número de trabalhadores com contrato suspenso nas montadoras do ABC, no entanto, tem caído nos últimos meses. Em novembro de 2016, o número de funcionários em lay-off chegou a 1,5 mil. Procuradas, as montadoras não quiserem se manifestar.