Nova perícia indicará de onde partiu tiro que matou menina de 2 anos no Rio

Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil

A Delegacia de Homicídios da Capital fez hoje (24) perícia complementar em uma lanchonete localizada no bairro de Irajá, zona norte do Rio de Janeiro, para colher novas provas que auxiliem na investigação do homicídio de Sofia Lara Braga, de 2 anos. A menina morreu após ser atingida por um tiro enquanto brincava no espaço destinado a crianças da lanchonete Habib's, no último domingo (22).

A perícia foi coordenada pelos delegados Marcela Ortiz e Neilson Nogueira. A equipe, composta por delegados, peritos criminais e agentes, fez a perícia no brinquedo onde a criança estava no momento em que foi atingida e também percorreu o trajeto da perseguição policial a Thiago Rodrigues dos Santos, de 23 anos de idade. O objetivo é determinar a origem do tiro que causou a morte de Sofia.

Justiça decreta prisão de suspeito

O juiz Livingstone dos Santos Silva Filho decretou ontem (23), durante Plantão Judiciário, a prisão preventiva de Santos, pelos crimes de homicídio e roubo. Ele foi preso em flagrante na noite de sábado ( 21), após perseguição policial a um suposto veículo roubado e troca de tiros em Irajá. No tiroteio, a menina Sofia Lara Braga, de 2 anos, morreu após ser atingida por uma bala perdida enquanto brincava na lanchonete.

Na decisão, o magistrado se baseou nas declarações dos policiais militares e no auto da prisão em flagrante do suspeito do crime.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos