No Rio, governo propõe que agentes penitenciários suspendam greve por 30 dias

Douglas Corrêa - Repórter da Agência Brasil

O governo do Rio de Janeiro apresentou aos servidores do sistema penitenciário a proposta de suspender a retomada do movimento grevista por 30 dias até que sejam encerradas as negociações com o governo federal, que buscam viabilizar as reivindicações da categoria. Essa proposta foi feita durante audiência de conciliação mediada pela presidência do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

O sindicato ficou de apresentar a proposta em assembleia, e responder por meio de petição até o dia 31 deste mês. Durante o período, ficam suspensos os prazos e a apresentação de recursos ao processo. Os agentes penitenciários ainda se comprometem a manter o serviço dentro das condições habituais. O Ministério Público do Rio participou das negociações.

Os servidores do sistema penitenciário reivindicam o pagamento do 13º salário, do Regime Adicional de Serviço (RAS), restabelecimento do calendário de pagamento e convocação dos aprovados em concursos de 2003 e 2012, além de melhores condições de trabalho.

A greve dos agentes penitenciários começou no dia 17 e foi suspensa dois dias depois, após o Tribunal de Justiça ter determinado o retorno às atividades, sob pena de multa diária de R$ 100 mil.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos