Vacina contra febre amarela esgota no município do Rio

Vinícius Lisboa - Repórter da Agência Brasil

Não há febre amarela na cidade do Rio. Só devem ser vacinadas as pessoas que passaram por avaliação médica,  e que vão viajar para áreas de risco da doença, diz  nota da secretariaMarcelo Camargo/Agência Brasil

Desde que as informações sobre a incidência de febre amarela em Minas Gerais começaram a circular, a procura pela vacina no município do Rio triplicou, o que esgotou as doses em muitos pontos da cidade.

A Secretaria Municipal de Saúde descartou a possibilidade de uma vacinação em massa no Rio de Janeiro e recomenda a imunização apenas para quem for viajar para regiões em que há transmissão da doença. Mesmo assim, a média mensal de 5 mil doses aplicadas subiu para 17 mil em janeiro deste ano.

"Não há febre amarela na cidade do Rio. Só devem ser vacinadas as pessoas que passaram por avaliação médica, assim como as pessoas que estão com viagem agendada para locais com registros da doença, como Minas Gerais, Amazonas, Pantanal e países como Colômbia, Bolívia, Equador e Peru, entre outros", diz a nota da secretaria.

O órgão alerta que a vacina pode causar reações adversas em casos de contraindicação. Outro risco é que a alta demanda faça com que pessoas que precisam da imunização não a encontrem disponível nos postos de saúde.

Para que evitar que vacina chegue aos casos em que há recomendação, uma remessa extra foi pedida ao Ministério da Saúde e já começará a ser distribuída hoje.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos