Saldo das operações de crédito cai 3,5% em 2016

Mariana Branco - Repórter da Agência Brasil

O saldo de todas as operações de crédito concedido pelos bancos caiu 3,5%, em 2016, de acordo com dados do Banco Central (BC), divulgados hoje (26). O saldo fechou o ano em R$ 3,107 trilhões, o que correspondeu a 49,3% de todos os bens e serviços que o país produz - o Produto Interno Bruto (PIB). Em dezembro de 2015, essa relação ficou em 53,7%.

Segundo análise do BC, "a contração do crédito em 2016 refletiu a retração da atividade econômica e seus impactos na demanda de consumo e investimento e o aumento da percepção de risco do sistema financeiro".

O saldo do crédito livre, em que os bancos têm autonomia para aplicar o dinheiro captado no mercado e definir as taxas de juros, chegou a R$ 1,557 trilhão em dezembro, com queda de 4,9% em 12 meses.

A inadimplência do crédito, considerados atrasos acima de 90 dias para pessoas físicas, encerrou o ano em 3,9%, caindo 0,2 ponto percentual no mês de dezembro em relação a novembro e 0,3 ponto percentual no ano. No caso das empresas, manteve-se estável em 3,5% no mês e cresceu 0,9 ponto percentual no ano.

A inadimplência com recursos livres e direcionados ficou em 1,8% para as empresas. A inadimplência das famílias nesse recorte chegou a 5,7% em dezembro.

Juros

A taxa média de juros para as pessoas físicas encerrou 2016 em 71,5% ao ano no crédito livre, com queda em relação a novembro de 2,1 ponto percentual. A taxa de juros cobrada das empresas encerrou o ano passado em 28,2% ao ano.

Crédito direcionado

No caso do crédito direcionado (empréstimos com regras definidas pelo governo, destinados, basicamente, aos setores habitacional, rural e de infraestrutura), o saldo chegou a R$ 1,550 trilhão, queda de 2% no ano.

A taxa de juros com crédito direcionado para as empresas ficou em 11% ao ano. No caso das famílias, a taxa atingiu 10,4% ao ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos