Rio de Janeiro e Mato Grosso pedem presença de Forças Armadas em presídios

Paulo Victor Chagas - Repórter da Agência Brasil

Os governos do Rio de Janeiro e de Mato Grosso solicitaram ao presidente Michel Temer o envio de tropas das Forças Armadas para atuar em varreduras em penitenciárias estaduais. A partir dos pedidos, encaminhados nessa segunda-feira (30) ao Palácio do Planalto, o governo federal já pode autorizar o envio de militares para revistar celas em busca de armas, drogas e aparelhos celulares.

Três estados já haviam pedido reforço federal para apreensão de objetos proibidos em presídios: Roraima, Amazonas e Rio Grande do Norte. Os três estão no centro da crise no sistema prisional que deixou mais de 100 detentos mortos no começo do ano.

De acordo com o governo federal, pelo menos 1 mil militares serão liberados para atuar nas penitenciárias, a depender das demandas estaduais.

Hoje foi confirmada a transferência para presídios federais de cinco detentos apontados como líderes de rebeliões ocorridas na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, na região metropolitana de Natal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos