Diálogo Brasil entrevista o cineasta José Eduardo Belmonte

Da Agência Brasil

O bom momento e os muitos problemas que ainda desafiam o cinema brasileiro são os temas do Diálogo Brasil que vai ao ar hoje (14), às 20h30, na TV Brasil. O programa entrevistará o cineasta José Eduardo Belmonte, premiado diretor da nova geração, cujos filmes vão do drama à comédia, do terror ao suspense e ao romance.

Só em 2016, mais de 140 filmes foram lançados e mais de 30 mil  ingressos foram vendidos, recordes históricos em um ano de crise no país. O Brasil tem apenas 3 mil salas de projeção para 204 milhões de habitantes e 60% dos cinemas estão concentrados em 41 dos mais de 5 mil municípios brasileiros.

Paulistano criado e formado em Brasília, Belmonte acumula sucessos como A concepção, Se nada mais der certo, Alemão, Meu mundo em perigo, O gorila, Billi pig, Entre idas e vindas. Ele destaca "o ciclo bastante positivo" do cinema brasileiro, mas lembra os problemas de distribuição e exibição.

O cineasta foi premiado em festivais de Brasília, do Rio, de Miami, Paris, Los Angeles e Toronto nas categorias melhor filme, roteiro, diretor, montagem, atriz e ator, com elencos que incluem Alessandra Negrini, Alice Braga, Caroline Abras, Cauã Reymond, Fábio Assunção, Ingrid Guimarães, Mariana Ximenes, Otávio Muller e Rosane Mulholland.

Para ele, é importante a contribuição das políticas públicas, inclusive para a construção de salas de projeção. "Uma canetada desmonta muita coisa", diz. Segundo Belmonte, nos últimos anos tem havido uma "redução do preconceito" contra o cinema nacional, mas a "dificuldade de autoestima dos brasileiros" ainda é um problema.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos