IGP-10 cai 0,74 ponto percentual em fevereiro e fica em 0,14%

Nielmar de Oliveira - Repórter da Agência Brasil

A inflação medida pelo Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) registrou desaceleração de janeiro para fevereiro, recuando 0,74 ponto percentual e fechando o mês em 0,14%, depois de registrar alta, em janeiro, de 0,88% frente a dezembro do ano passado. Em fevereiro de 2016, a variação foi de 1,55%.

Os dados relativos ao IGP-10 foram divulgados hoje (15), pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). Com o resultado de fevereiro, a taxa acumulada nos dois primeiros meses do ano ficou em 1,02%; enquanto a acumulada nos últimos 12 meses registrou alta de 5,67%.

O IGP-10 é calculado com base nos preços coletados entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência. O resultado de fevereiro foi influenciado pelo Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que tem peso de 60% na composição do índice e fechou o mês com deflação.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que tem peso de 30%, ficou estável entre um mês e outro. Já o Índice Nacional do Custo da Construção (INCC), que tem peso de 10% na composição do IGP, registrou pequena variação.

Preços ao produtor

Segundo os dados divulgados pela FGV, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) fechou o mês de fevereiro com deflação de 0,03%, depois de ter registrado inflação de 1,08% em janeiro.

Os índices dos grupos Bens Finais e Matérias-Primas Brutas fecharam com inflação negativa, enquanto Bens Intermediários registrou pequena elevação. No caso dos Bens Finais, depois de ter fechado janeiro com alta de 0,53%, o grupo registrou forte desaceleração em fevereiro, fechando com inflação negativa de 0,81%. O principal responsável por este movimento foi o subgrupo alimentos processados, cuja taxa passou de 0,5% para -1,33%.

No caso dos preços do grupo Matérias-Primas Brutas a variação foi de -0,56%, depois de ter fechado janeiro, com alta de 1,55%. Contribuíram para a desaceleração do grupo os itens: minério de ferro (17,02% para 2,3%), aves (-1,60% para -8,82%) e milho em grão (-3,25% para -7,04%).

Único dos grupos do IPA a fechar em alta, Bens Intermediários registrou variação de 1,32%, contra 1,24% em janeiro. Apenas o subgrupo materiais e componentes para a manufatura registrou aceleração: a taxa variou de 0,42% para 1,33%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos