Mais de 170 blocos abrem o carnaval paulistano neste fim de semana

Ludmilla Souza - Repórter da Agência Brasil

O carnaval de rua na cidade de São Paulo está atraindo nos últimos anos cada vez mais foliões. Este ano, 391 blocos vão às ruas, 28% a mais que em 2016. Neste fim de semana, 175 blocos desfilarão pelas ruas da cidade.

Marcado pelo multiculturalismo, o carnaval paulistano oferece opções para todos os gostos e idades nos quatro cantos da cidade. No Parque Ibirapuera, por exemplo, os foliões poderão curtir o bloco Bicho Maluco Beleza, Monobloco, Os Capoeira e Último Gole. Para a criançada, também haverá opções de blocos infantis que colocarão os pequenos foliões para brincar e desfilar na capital.

A programação de carnaval segue até 5 de março.  

Veja algumas opções para este fim de semana:

Parque do Ibirapuera

O Parque do Ibirapuera recebe neste final de semana (17 e 18) os desfiles do Bicho Maluco Beleza e Monobloco. Os blocos Os Capoeira e Último Gole, estreantes em São Paulo, abrem os desfiles. A entrada para a folia será feita pela Avenida Pedro Álvares Cabral, ao lado do Empurra-Empurra e também ao lado do Obelisco do Ibirapuera. O evento é gratuito, mas não será permitida a entrada com mochilas, coolers e vidro e ainda haverá revista para acesso à área do desfile.

Os Capoeira
Os blocos terão início no sábado (18), às 10h, com Os Capoeira, que mostra as tradições afro-brasileiras. Com uma bateria composta de mais de 80 batuqueiros, o bloco terá as presenças das atrizes Mel Lisboa e Marisa Orth como porta-estandarte. Formado pelos capoeiristas e percussionistas, Mestre Dalua, Felipe Roseno, Contra-Mestre Leandrinho e professor Cauê Silva, o grupo traz a proposta de trabalhar os ritmos, cantigas e movimentos de todas as culturas ligadas à capoeira, tais como o maculelê, frevo, ijexá, samba de roda, cabula, congo de ouro, barravento, além da capoeira em todas as suas potencialidades.

Bicho Maluco Beleza
Em seguida, é a vez do bloco Bicho Maluco Beleza, de Alceu Valença, que nasceu em São Paulo e desfila pelo terceiro ano na capital paulista. Acompanhado por sua banda, naipe de metais e bateria com cerca de 20 integrantes, o cantor antecipa o carnaval de Pernambuco.  "É gratificante ver o povo na rua cantando seus sucessos, milhares de sombrinhas de frevo agitadas no ar, uma explosão de alegria semelhante ao que acontece todos os anos em Pernambuco'', diz o cantor Alceu Valença. No bloco, Alceu reúne os gêneros que consolidam a força e a identidade do maior carnaval do país - frevo-de-bloco, frevo-de-rua, frevo-canção, caboclinhos, maracatus e cirandas.

Último Gole
No domingo (19), o estreante no carnaval paulistano é o bloco Último Gole que terá início às 9h30. Formado por amigos de infância que amam samba, o bloco tem repertório composto por muitos sambas de raiz, partido alto, alguns forrós e até mesmo raps. 

Monobloco
Fundado há 17 anos por C.A. Ferrari, Celso Alvim, Pedro Luís, Mário Moura e Sidon Silva, o Monobloco volta ao carnaval de São Paulo com uma homenagem aos blocos de rua. O repertório vai incluir músicas e marchinhas de blocos tradicionais em seu caldeirão de estilos, misturando instrumentos como cavaco, repique, tamborim, chocalho, surdo e agogô com grooves de guitarra e baixo. O desfile é uma espécie de formatura dos alunos das oficinas de percussão realizadas ao longo do ano. Serão 130 batuqueiros em ação e o tema de 2017 será "o carnaval de rua e seus blocos". O desfile contará ainda com a participação da atriz e cantora Emanuelle Araújo como Rainha da Bateria e do cantor B Negão.

Mais uma vez o Monobloco fará um desfile sustentável, com o uso de biocombustível nos caminhões de som e geradores, além do plano de preservação dos monumentos e do próprio Parque do Ibirapuera. O folião vai encontrar ainda placas bem-humoradas que estimulam a diversão com responsabilidade.

Praça das Artes

O Carnaval na Praça das Artes será no sábado (18), a partir das 12h. O Núcleo Pé de Zamba apresenta Glocalidades-Pernambuco, uma proposta de improvisação em dança contemporânea aliada às tradicionais manifestações pernambucanas como frevo, maracatu, caboclinho, entre outras.

No mesmo dia, às 14h, quem se apresenta é a Orquestra Paulista de Carnaval, com o resgate do clima dos carnavais dos anos 1930 e 1970 e os bailes de máscaras com as tradicionais marchinhas como Mamãe eu Quero, Cabeleira do Zezé e muitas outras.

A partir das 16h, a POIN - Pequena Orquestra Interativa - traz O Pé no Frevo, um carnaval com brincadeiras, frevos, baianas e marchas alagoanas. A Praça das Artes fica na Avenida São João, 281, no centro da capital, próxima às estações Anhangabaú e República do Metrô.

Palco Anhangabaú e Palco Largo da Batata

A prefeitura de São Paulo montará palcos no Anhangabaú, no Centro, e no Largo da Batata, na Zona Oeste, para facilitar a dispersão dos blocos carnavalescos. Nestes palcos os shows já começam no sábado (18) no Palco Anhangabaú com o Tributo ao "Seu Carlão", morto em 28 de janeiro, com a Banda Redonda e participação especial de Germano Mathias. Já no domingo (19) é a vez da Troça Elétrica - Nação Zumbi convida Siba e a Orquestra de Frevo Henrique Dias. Já no Palco Largo da Batata, a folia de sábado (18) é com Baile do Bixiga 70 com Fred 04 e convidados. No domingo (19), o Baile do Bixiga 70 volta com Liniker e convidados. A folia está marcada para ocorrer das 19h às 23h.

Blocos infantis

Bloquinho Tindôtetê - Centro

O Bloquinho Tindôtetê agita os foliões mirins no dia 18 de fevereiro, a partir das 13h, perto da Estação República do metrô. Vai ter muitas brincadeiras, músicas, fantasias e purpurina para animar os pequenos. Este ano, a folia terá como tema "Maternidade Real", com marchinha inspirada no cotidiano materno e ainda contará com a presença da bateria da faculdade Cásper Líbero.

Bloco do bem - Zona Leste
Com muita música, marchinhas, balões e confete, o Bloco do Bem traz um elemento a mais para o carnaval de rua da São Paulo: a solidariedade. É neste clima que a folia ocorre no domingo (19), às 11h, no Tatuapé, zona leste da cidade. A festa é de graça, mas o Bloco do Bem convida o público a vestir literalmente a camisa da folia por uma boa causa. Com o tema "#Somos todos heróis", cada peça sai por R$ 40,00. Todo dinheiro arrecadado será destinado à instituição Cenha - Centro Educacional Nossa Senhora da Penha, que há 51 anos oferece atendimento gratuito a pessoas com deficiência intelectual. Para quem quiser ajudar de outra forma, é só levar 1kg de alimento não-perecível.

Bloco Mamãe Eu Quero - Zona Oeste
Na região de Perdizes, zona oeste da cidade, quem agita é o Bloco Mamãe Eu Quero. A folia começa cedo, a partir das 9h do sábado (18). Ao som de tamborins, repiques, surdos e chocalhos, a Bateria Encantada, do músico e percussionista Roque Miguel, traz para a avenida super-heróis e ícones de animação, como Superman, Ben 10, Sininho e os mais recentes: Luna e Ladybug. O repertório inclui samba, pop, MPB e, claro, os clássicos infantis. Este ano, o enredo do bloco será "A Sorrir Eu Pretendo Levar a Vida", inspirado em um verso extraído da canção "O Sol Nascerá", de Cartola. A canção será interpretada pela cantora Joana Rychter, que já emprestou sua voz para os sambas da São Clemente.

Bloco Fraldinhas e Alfinetes - Zona Sul
Vai ter folia, papinha e concurso de melhor fantasia no carnaval de rua do Bloco Fraldinhas e Alfinetes. A festa ocorre no sábado (18), das 10h às 14h, na Avenida Jandira, em Moema. Além de atividades recreativas, uma banda vai animar a garotada. O público vai eleger as cinco melhores fantasias, que ganharão um kit completo de refeição da marca patrocinadora. O evento é gratuito e não há limite de idade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos