Produção diária de petróleo e gás no pré-sal bate recorde em janeiro

Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil

A produção de petróleo e gás do pré-sal atingiu o volume diário médio de 1,59 milhão de barris de óleo equivalente por dia em janeiro deste ano. Em dezembro de 2016, o total ficou em 1,57 milhão de barris diários. O volume registrado em janeiro é o maior já registrado desde que as empresas petrolíferas começaram a produzir petróleo extraído da camada geológica do pré-sal no Brasil, em 2010.

Segundo dados divulgados hoje (2) pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), no mês passado, a produção oriunda dos 73 poços que se ligam ao pré-sal no país chegou a 1,28 milhão de barris de petróleo e a 49,5 milhões de metros cúbicos de gás.

Com isso, a produção da camada pré-sal representou 47% do total produzido no país naquele mês. A produção nacional (incluindo pré-sal, pós-sal e campos terrestres) chegou 2,69 milhões de barris de petróleo e a 109,9 milhões de metros cúbicos de gás.

Apenas o Campo de Lula, na Bacia de Santos, o maior produtor de petróleo e gás natural do país, foi responsável por 729,5 mil barris de petróleo e 31,6 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia. A produção de petróleo do campo também é recorde, superando a maior marca anterior, registrada em dezembro de 2016 (710,9 mil barris).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos