Câmara escolherá dia 14 presidentes de comissões permanentes

Debora Brito - Repórter da Agência Brasil

Os líderes dos partidos adiaram por mais uma semana a escolha dos presidentes das comissões permanentes da Câmara dos Deputados. O anúncio da distribuição dos partidos e as respectivas comissões ficou para a próxima terça-feira (14).

Carlos Zarattini (PT-SP), líder do PT, disse hoje (8) que o atraso para a instalação das comissões ocorreu por causa da falta de acordo. "Ainda não se promoveu um acordo entre os partidos sobre qual comissão cada um vai escolher; se tenta fazer um acordo para evitar divergências desnecessárias. Então, isso ainda não foi feito", afirmou.

Para o líder da minoria na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), o impasse se deve à forma como se deu a eleição do deputado Rodrigo Maia para a presidência da Casa. "Os principais partidos perderam as disputas no plenário e elegeram deputados e deputadas avulsas, portanto, isso [a eleição de Maia] alterou a formatação inicial combinada", argumentou.

Base do governo

Guimarães disse, ainda, que o problema de definição está na base, uma vez que os partidos da oposição já apresentaram suas escolhas. "Evidentemente, tem uma ordem que cada partido faz a escolha, por exemplo, o PT já fez, o PCdoB já fez, o PDT já fez, outros partidos fizeram. Então, está havendo muita dificuldade, na minha percepção, da base do governo se entender sobre a composição das comissões", acrescentou.

Segundo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ainda hoje (8) os líderes devem tentar chegar a um consenso para que, na próxima semana, as comissões sejam instaladas. Maia afirmou que não sabe onde está o impasse. Ele disse que não quer intervir na definição dos membros do Conselho de Ética, que ficou para a semana que começa em 20 de março.

Pauta feminina domina a tarde

Em comemoração ao Dia da Mulher, os líderes dos partidos da Câmara  decidiram que o plenário votará hoje à tarde apenas pautas que dizem respeito à luta feminina.

A lista de projetos prioritários da bancada feminina tem 23 itens. Entre eles, os que criam o Fundo Nacional de Amparo a Mulheres Agredidas e o Fundo Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos