Ministro da Fazenda explica reforma da Previdência a deputados

Kelly Oliveira - Repórter da Agência Brasil

O ministro Henrique Meirelles disse que a reforma da Previdência, se for muito diluída, "não resolve o problema" Valter Campanato/Agência Brasil

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse hoje (8) que fazer uma reforma da Previdência "muito diluída para não apresentar resistência, não resolve o problema".  Ele participa de reunião com a bancada do PSD na Câmara dos Deputados.

A primeira parte do encontro foi aberto à imprensa. Depois, o ministro e o secretário da Previdência Social, Marcelo Caetano, ficaram em reunião fechada com os deputados para responder dúvidas.

Meirelles argumentou que as despesas com benefícios previdenciários estão crescendo de forma insustentável. De acordo com os números apresentados pelo ministro da Fazenda, em 1991 os gastos do governo com benefícios previdenciários correspondiam a 3,3% do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todas as riquezas produzidas no país. Atualmente, esse percentual é de 8,1% e, se não houver reforma, chegará a 17,2% em 2060.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos