A cada 12 minutos, uma mulher é vítima de agressão no Rio de Janeiro

Flávia Villela - Repórter da Agência Brasil

Duas mulheres por dia procuraram uma delegacia no Rio de Janeiro para fazer registro de assédioArquivo/Elza Fiúza/Agência Brasil

Uma mulher foi vítima de agressão física a cada 12 minutos no estado do Rio de Janeiro em 2016, segundo dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), da Secretaria de Segurança do estado.  Do total dos registros de ocorrência de agressão no ano pasado, 64% das vítimas eram mulheres.

Duas mulheres por dia procuraram uma delegacia para fazer registro de assédio. Os dados fazem parte das análises preliminares do Dossiê Mulher, que será divulgado em breve e traz informações relativas à violência contra a mulher no Estado do Rio de Janeiro. A diretora-presidente do Instituto de Segurança Pública, Joana Monteiro  declarou que os números mostram a magnitude do problema. "É preciso conscientizar a população e demandar políticas que venham a reduzir as agressões".

O relatório aborda os principais crimes que milhares de mulheres sofrem cotidianamente, como lesão corporal dolosa, ameaça, assédio sexual, atentado violento ao pudor, estupro, homicídio doloso e violência doméstica. O documento é lançado anualmente pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), para dar visibilidade deste tipo de violência e municiar políticas públicas no combate desses delitos para sociedade brasileira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos