Cruzeiro joga com uniforme que mostra dados de violência contra a mulher

Léo Rodrigues - Correspondente da Agência Brasil

As camisas 2 e 11, por exemplo, trouxeram as frases "a cada 2 horas uma é morta" e "a cada 11 minutos, um estupro"Divulgação/Cruzeiro

O Cruzeiro entrou em campo na noite de ontem (8) com uma campanha destacando índices de violência contra a mulher e estatísticas da participação feminina em determinadas áreas como a política. A numeração nas costas do uniforme dos jogadores foi utilizada para apresentar estes dados.

As camisas 2 e 11, por exemplo, trouxeram as frases "a cada 2 horas uma é morta" e "a cada 11 minutos, um estupro". Outros dados que aparecem na campanha são: "apenas 9 em cada 100 deputados", "salários 30% menores" e "5º país em taxa de feminicídio". 

A ação foi fruto de uma parceria entre o clube mineiro e a revista AzMina. No Dia Internacional da Mulher, o Cruzeiro venceu por 2 a 0 o time alagoano Murici, em partida válida pela Copa do Brasil.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos