Agências da Caixa no Rio tiveram movimento tranquilo neste sábado

Cristina Indio do Brasil - Repórter da Agência Brasil

O dinheiro de contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), do rodoviário José Ricardo Duarte, foi sacado neste sábado e já teve destino. Uma parte foi para cobrir uma dívida com o próprio filho João Carlos, de 10 anos. Fazia tempo que o menino queria um computador.

Muita gente uso ou caixa eletrônico para sacar o dinheiro das contas inativas do FGTSCristina Indio do Brasil/Agência Brasil

"Meu pai já estava prometendo esse presente há muito tempo, aí, saiu o FGTS e ele me deu a notícia. A primeira coisa que ele falou para mim foi que eu ia ganhar o presente. Fiquei muito feliz", disse sorridente ao lado da caixa do computador e ainda carregando uma sacola com um teclado. "Eu vou usar para a escola. Vou compartilhar com o meu pai e com a minha mãe e também vou jogar os meus jogos, né?", acrescentou.

Pensando no saque de contas inativas que a mãe também terá para fazer, João Carlos se animou com a possibilidade de ganhar mais um presente, dessa vez de Natal. "O da minha mãe ainda vai sair, então, os filhos é que estão lucrando".

A família mora em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, mas José Ricardo procurou a agência da Avenida Rio Branco, que funciona no prédio da Superintendência da Caixa, no centro do Rio, para fazer o saque, porque ao lado funciona um shopping de informática, onde para ele os preços são mais baixos e, também, não precisaria ficar circulando com o dinheiro pela rua com o dinheiro no bolso. "Ali é mais em conta".

Já Humberto de Figueiredo, que trabalha com tecnologia da informação, fez o saque a que tinha direito, em um dos caixas eletrônicos da agência. A mulher, dois filhos e a sogra o estavam aguardando do lado de fora. O dinheiro já seria usado em um passeio com a família à Ilha de Paquetá, na Baía de Guanabara. "Vou gastar tudo. Não é muito não. Não precisa nem de segurança", afirmou.

Humberto de Figueiredo disse que vai usar o dinheiro num passeio com a família à Ilha de Paquetá, na Baía de GuanabaraCristina Indio do Brasil/Agência Brasil

Segurança

A questão de segurança foi um dos itens que a Caixa levou em consideração no esquema montado pela instituição para fazer os pagamentos. Para evitar golpes do tipo saidinha de banco, a superintendência da Caixa no Rio de Janeiro fez um acordo com a Polícia Militar para garantir a segurança dos trabalhadores. Em frente a Agência Rio Branco o esquema contou ainda com uma equipe de policiais da Operação Centro Presente, uma parceria entre os governos do estado e do município e a Federação do Comércio do Rio.

"Isso tudo foi pensado pela nossa área de segurança. O que a gente orienta as pessoas é que nunca saiam com o dinheiro quando fizerem o saque do Fundo de Garantia. De preferência creditem na sua conta. Se tiver conta em outro banco, manda o dinheiro para o outro banco. Se quiser abrir uma conta aqui, vamos ter o prazer, mas não saiam com o dinheiro. É isso que os meliantes aguardam do lado de fora", alertou o superintendente regional da Caixa no Rio, Arnaldo Barcellos Neto.

O recuperador de crédito, Cláudio da Cunha Pedreira, disse que foi à agência para verificar apenas uma pendência em uma das contas, porque os valores das outras foram depositados diretamente na conta poupança. "Metade dele, infelizmente, vai ser para pagar dívidas e a outra metade vou deixar na poupança ou fazer outro investimento. Era um dinheiro que eu não estava esperando. Gastar tudo, não!", disse.

O gerente-geral da Agência, Victor Câmara, informou que ontem (10), no primeiro dia de pagamentos, foram realizados 1.279 atendimentos no local e, hoje, o movimento estava seguindo no mesmo ritmo. Muitas pessoas que vieram não tinham direito [ao saque], mas houve também muito movimento de caixa para as pessoas sacarem os recursos, e no caixa eletrônico também teve bastante gente", afirmou o gerente.

Victor Câmara destacou, ainda, que os aposentados têm direito de fazer os saques, pois não se enquadram nas exigências da medida provisória para a liberação do dinheiro de contas inativas. "Quem já é aposentado tem o direito do saque e não precisa esperar o calendário. Pode procurar uma agência e fazer o saque do seu Fundo de Garantia. É só trazer a carta de benefício de concessão da aposentadoria e a identidade", informou, acrescentando que, se o aposentado for correntista da Caixa, ele pode receber o valor direto na conta.

Funcionamento normal

As agências da Caixa funcionaram sem registro de nenhum tipo de problema, segundo informação do gerente-geral da Agência Rio Branco Victor CâmaraCristina Indio do Brasil/Agência Brasil

 

O atendimento nas agências do estado do Rio de Janeiro está funcionando conforme o previsto, até agora não aconteceu qualquer imprevisto. "Está fluindo bem. Nós não temos problemas graves em nenhum lugar. Filas pouquíssimas. Até na Baixada onde a gente normalmente tem problema, hoje, nenhum. Está normal. Agência Bangu que ontem estava um pouco mais cheia, hoje está tranquila", adiantou Victor Câmara.

Para o vice-presidente de Clientes, Negócios e Transformação Digital da Caixa, José Henrique Marques da Cruz, que veio de Brasília para acompanhar a abertura, neste sábado, às 9h, da Agência Rio Branco, o esquema de atendimento está funcionando bem. "Hoje, em âmbito nacional, os atendimentos estão bastante tranquilos, as agências estão conseguindo atender com tranquilidade. Então, o trabalhador está, realmente, com uma condição diferenciada de atendimento. A gente está acreditando que o movimento de atendimento está adequado à quantidade de trabalhadores acessados a essas contas inativas", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos