Justiça argentina investiga morte de duas pessoas em concerto

Monica Yanakiew - Correspondente da Agência Brasil

A justiça argentina investiga a morte de duas pessoas num concerto ao ar livre na cidade de Olavaria, a 300 quilômetros de Buenos Aires, no sábado (11). O tumulto ocorreu quando uma multidão avançou no palco, onde tocava o popular cantor Indio Solari, deixando um saldo de doze pessoas hospitalizadas - duas delas em estado grave - e dois mortos.

O prefeito de Olavaria, Ezequiel Galilei culpou a produtora do evento, por ter vendido 325 mil entradas para um local onde só cabem 200 mil pessoas. Ele disse que a cidade tinha previsto a presença de policiais e bombeiros para proteger a multidão, mas que não tinha como levar em conta "a irresponsabilidade" daqueles que venderam "mais entradas" do que estava estipulado."O que aconteceu foi um caos", falou.

O presidente Mauricio Macri deu os pêsames a família das vítimas e disse que "isso acontece quando as pessoas desrespeitam as normas".  A tragédia acabou ganhando um víeis politico, num ano de campanha eleitoral, já que o prefeito de Olavaria é do mesmo partido que o presidente.

Desde a sexta-feira (10) fãs do cantor começaram a chegar a Olavaria para o que poderia vir a ser o último concerto do músico, de 68 anos, que foi diagnosticado com o Mal de Parkinson.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos