Servidores de Santos estão em greve há cinco dias por reajuste salarial

Camila Boehm - Repórter da Agência Brasil

A greve dos servidores públicos de Santos, na Baixada Santista, estado de São Paulo, entrou hoje (13) no quinto dia. Na última quinta -feira (9), os servidores municipais paralisaram as atividades por tempo indeterminado para pedir reajuste salarial, após decisão de mais de 600 trabalhadores em assembleia realizada em 23 de fevereiro. A prefeitura afirma não ter como reajustar os vencimentos.

De acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Santos, a greve foi deflagrada depois que governo municipal anunciou que não iria reajustar os salários nem repor a inflação. Na assembleia, ficou decidido ainda que os servidores só vão apreciar uma possível contraproposta se for pelo menos igual à inflação do período, ou seja, 5,35%, segundo o sindicato.

Os funcionários se concentraram na Praça das Bandeiras, no bairro de Gonzaga, na manhã de hoje, e fizeram uma passeata pela Avenida Ana Costa, até a sede da empresa Progresso e Desenvolvimento de Santos. À tarde, houve nova passeata pelo mesmo trajeto. Nos dias anteriores, eles se concentraram na Praça Mauá e fizeram duas passeatas, tanto na quinta-feira como na sexta (10).

A prefeitura de Santos alega que, devido à crise econômica nacional, o município não está em condições de aumentar os salários. O sindicato rebate o argumento do município de falta dinheiro para pagar o reajuste, afirmando que a arrecadação prevista para este ano é a maior da história de Santos.

O último dado divulgado pela prefeitura, na sexta-feira (10), é que 27% do total de servidores municipais aderiram à greve. Pelos cálculos do sindicato, no entanto, a adesão chega a 80% dos servidores. Segundo a entidade, "o atendimento nos serviços essências, tais como hospitais, pronto-socorros, CAPS, distribuição de medicamentos, abrigos de população em situação de rua e cemitérios serão mantidos com equipes mínimas de trabalho de forma a garantir que nenhum prejuízo ocorra".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos