Ministério da Fazenda constata danos após ocupação de prédio

Wellton Máximo - Repórter da Agência Brasil

Paredes pichadas, portas quebras e equipamentos jogados no chão. Esse foi o dano constatado por técnicos do Ministério da Fazenda que vistoriaram o edifício-sede da pasta após a desocupação por movimentos de trabalhadores rurais que protestaram hoje (15) contra a reforma da Previdência.

"Preliminarmente, os servidores da área de patrimônio do ministério relataram que várias paredes foram pichadas, divisórias, portas de madeira e de vidro foram quebradas. Alguns equipamentos foram jogados no chão. Na entrada do edifício, a porta principal teve os vidros quebrados e parte da grade arrancada", informou o ministério em nota.

No momento, uma equipe da Polícia Federal faz uma perícia no prédio. Somente após a vistoria, o edifício será limpo durante a noite. A pasta confirmou que a entrada dos servidores só será liberada amanhã (16) de manhã.

De acordo com o comunicado, em nenhum momento os manifestantes apresentaram pauta de reivindicações ou pediram audiência com qualquer autoridade. O ministério informou que apresentará um relatório mais preciso dos danos e buscará recuperar, na Justiça, o dinheiro gasto com os reparos.

Nesta quarta-feira, trabalhadores rurais sem-terra, agricultores familiares e sem-tetos ocuparam o edifício-sede do Ministério da Fazenda por nove horas. O ato fez parte de um dia nacional de mobilizações contra a reforma da Previdência. De acordo com os organizadores, 1,5 mil pessoas participaram da ocupação. A Polícia Militar do Distrito Federal informou que, no meio da manhã, o número de manifestantes chegava a 500.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos