Ilhéus: Operação Citrus prende seis pessoas envolvidas em fraudes na prefeitura

Repórter Sayonara Moreno - Correspondente da Agência Brasil

Na madrugada de hoje (21), seis pessoas foram presas em Ilhéus,  no sul da Bahia, durante Operação Citrus, do Ministério Público do Estado da Bahia (MPE). Segundo o órgão, o grupo criminoso incluía empresários e funcionários públicos que aplicavam fraudes e superfaturamento em licitações e contratos feitos pela Prefeitura Municipal de Ilhéus. Todos os seis mandados de prisão foram cumpridos, além de seis de condução coercitiva e 27 de busca e apreensão.

As investigações do MPE mostraram que o grupo operava desde 2009, firmando contratos com a prefeitura de Ilhéus para o fornecimento de bens diversos sob o termo generico de "gêneros alimentícios" e "materiais de expedientes/escritório". Além disso, foi comprovado durante as investigações que agentes públicos do primeiro escalão do governo municipal participavam do esquema, enquanto que as empresas envolvidas receberam mais de R$ 20 milhões devido aos contratos com a prefeitura de Ilhéus. Uma das empresas mantinha contratos irregulares com o município para o fornecimento de merenda escolar.

A ação foi feita pela 8ª Promotoria de Justiça da cidade, em conjunto com o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas do MPE e a Polícia Civil. O MPE chegou a divulgar os nomes das pessoas que tiveram prisão decretada e cumprida: Enoch Andrade Silva, Thayane Santos Lopes, Wellington Andrade Novais, Lucival Bomfim Roque, Jamil Chagouri Ocké e Kácio Clay Silva Brandão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos