Ministério Público do Ceará denuncia sete por morte de Dandara

Edwirges Nogueira

Correspondente da Agência Brasil

O promotor Marcus Renan Palácio ofereceu à Justiça denúncia contra sete pessoas acusadas de participar da morte de Dandara dos Santos, travesti assassinada no bairro Bom Jardim, na periferia de Fortaleza, no dia 15 de fevereiro. Junto com a denúncia, também foi pedida a prisão preventiva dos acusados.

A Polícia Civil encaminhou o inquérito do caso ao promotor na última sexta-feira (17). O documento aponta 12 pessoas envolvidas no homicídio, que causou repercussão internacional após um vídeo com imagens do crime circular pela internet.

Antes de ser morta com dois tiros no rosto, Dandara foi brutalmente espancada. Das 12 pessoas, oito foram indiciadas. Há ainda quatro adolescentes. O promotor informou que solicitou à Polícia Civil novas diligências para identificar a participação do oitavo adulto.

Dos indiciados, segundo ele, três estão presos temporariamente. A denúncia será apreciada pela 1ª Vara do Júri.

CE registra casos de violência contra travestis

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos